31 outubro 2013

1ª Liga: JUVE LEO - FC Porto 3-1 Sporting CP

30 outubro 2013

1ª Liga: ADEPTOS LEONINOS PROVOCAM O CAOS NO DRAGÃO [2] - Porto 3-1 Sporting

Quem são os adeptos que iniciaram distúrbios no Dragão?  
Fonte policial identifica-os como um sub-grupo que se apelida de Casuals: forças de segurança estavam à espera de 70 membros, identificaram 94. 

Fonte policial confirma que os adeptos que este domingo provocaram os distúrbios junto à porta 25 do Estádio do Dragão eram apoiantes do Sporting: de acordo com o gabinete de Relações Públicas da PSP os referidos adeptos foram identificados através de tatuagens e outros símbolos do clube. 
São suspeitos da prática dos crimes de participação em rixa e introdução em local vedado ao público, como a polícia já revelou em comunicado 
A PSP realiza neste momento as diligências necessárias para recolher todos os dados, mas tudo aponta para que tivessem apenas a motivação de invadir o Estádio do Dragão. 
O gabinete de Relações Públicas informa de resto que o grupo invadiu o perímetro de segurança numa altura em que os portões do estádio ainda estavam fechados, foi expulso pela polícia e refugiou-se junto à Porta 25: nessa altura foram encaminhados para o interior do recinto. 
O grupo foi então dividido em dois e os adeptos foram retidos na esquadra policial que existe dentro do Estádio do Dragão e na esquadra das Antas. Foram identificados e mantidos nas instalações durante o jogo, sendo libertados mais tarde por não haver capacidade para deter toda a gente. 
Neste momento decorrem diligências para apurar todos os factos, sendo que depois disso o caso será encaminhado para o Ministério Público, que poderá levar então os adeptos a tribunal.

Sporting Casuals, já ouviu falar? 
Outra fonte policial revelou ao Maisfutebol que os adeptos que provocaram os distúrbios são um dos sub-grupo de apoiantes do Sporting: os Casuals. São de resto elementos referenciados pela Unidade Metropolitana de Informações Desportivas. 
O relatório de risco da PSP para o jogo dava conta da possível presença de 70 elementos deste sub-grupo no Dragão, mas acabaram por aparecer bem mais do que isso: viajaram em carros individuais, almoçaram em Braga e juntaram-se na zona da Avenida Fernão Magalhães. 
Foram identificados 94 elementos. 
Surgiram sem bilhetes para ver o jogo e também não lhes foi apreendida qualquer arma branca ou qualquer artefacto pirotécnico. 
A fonte policial indica de resto que este sub-grupo não bateu em ninguém: apenas teve uma atitude ameaçadora. 
Os Casuals são de resto um sub-grupo de adeptos que não utiliza cachecóis, camisolas ou quaisquer adereços do clube, pelo que facilmente passam despercebidos. 
A mesma fonte policial indica que já tentaram atuar no dérbi lisboeta, mas o facto de serem conhecidos pelos spotters da capital permite que facilmente sejam controlados: neste caso, aproveitaram o facto dos spotters do Porto não os conhecerem para iniciar o caos que as imagens mostram.

Quem são os Casuals? 
Refira-se por fim que os Casuals são um fenómeno que atravessa toda a Europa: começou nos anos 70 em Inglaterra, mas as autoridades locais conseguiram controlar estes sub-grupos, pelo que hoje em dia o fenómeno está sobretudo visível em Espanha e Itália. 
A polícia indica de resto que nestes países estes adeptos combinam confrontos e chegam a agredir os jogadores dos próprios clubes quando estão descontentes. 
Em Portugal, é reconhecido que Sporting e FC Porto têm no seu seio de adeptos estes sub-grupos. No Sporting a polícia tem identificados três destes sub-grupos: os Sporting Casuals, os 1143 e os Bambinos. 
Neste caso, adianta fonte policial, foram sobretudo os Casuals que estiveram nos distúrbios. 
Refira-se que estes sub-grupos não são claques (não estão reconhecidos como tal e não têm um setor que lhes esteja reservado em Alvalade). Por norma também nunca viajam com as claques nas deslocações aos jogos fora para passarem despercebidos pelas forças de segurança. 
A mesma fonte policial diz que boa parte dos elementos destes sub-grupos têm ligações à extrema direita. Nunca utilizam adereços do clube para passarem despercebidos, vestem roupas de marcas caras (polos Burberry e Fred Perry, sapatilhas Adidas e Lacoste) e costumam atuar com a cara tapada. 
De acordo com o que o que a polícia identificou, têm por motivação a violência gratuita: espalhar o caos. São homens e têm idades na casa dos 30 anos. 
O Maisfutebol contactou também o Comando Metropolitano da PSP, que não quis adiantar mais nada. 
«O Comando Metropolitano da PSP do Porto emitiu comunicado relativo a essa situação e a PSP não irá, para já, emitir mais declarações. Também porque os respetivos processos e algumas averiguações ainda estão a decorrer.» 


 Fonte: Mais Futebol

Sporting: PRESIDENTE RETIRA CAMISA 12 - Homenagem a adeptos e sócios

Bruno de Carvalho na sua Juventude... Leonina

Sporting retira camisola 12 para a entregar aos adeptos
Bruno de Carvalho no Estádio do Dragão

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, anunciou nesta terça-feira que a camisola 12 deixará de ser utilizada em todas as modalidades do clube, numa decisão que visa “homenagear os sócios e adeptos leoninos”. 
“É uma homenagem e uma vénia aos sócios e adeptos e uma forma de dizer que eles serão sempre o 12.º elemento de uma força adicional, que vai permitir caminhar para a glória”, disse Bruno de Carvalho, no meio de dezenas de sócios sportinguistas, no Estádio José Alvalade.
A “12” passará doravante a ser apenas envergada pelos sócios e adeptos do Sporting, numa operação que o presidente dos “leões” reconheceu ser, também, uma medida comercial, razão pela qual afirmou “contar com a massa associativa para adquirir as camisolas com aquele número a um preço excepcional”.
No entanto, destacou o significado sentimental de envergar a camisola 12, sinónimo de “fazer parte da família” sportinguista, e convocou todos os sócios e adeptos, sem os quais o Sporting “não era nada”, a comparecerem em força no sábado para “garantirem casa cheia” frente ao Marítimo, próximo adversário dos “leões” para o campeonato.
O anúncio de Bruno de Carvalho acontece dois dias depois da derrota (3-1) no “clássico” com o FC Porto, no Estádio do Dragão, que deixou o Sporting, segundo classificado, a cinco pontos dos “azuis e brancos”.

Fonte: Público
Ler AQUI, clubes mundiais que retiraram a camisa 12, em homenagem aos seus adeptos.

29 outubro 2013

1ª Liga: COREOGRAFIA COLECTIVO 95 - Porto 3-1 Sporting

28 outubro 2013

1ª Liga: ADEPTOS LEONINOS PROVOCAM O CAOS NO DRAGÃO [1] - Porto 3-1 Sporting