09 abril 2011

No Name Boys: TRIBUNAL ABSOLVE HUGO C. - Operação "Fair Play" [14]

No Name sem castigo por fogo em autocarro

Caturna estava condenado por incendiar veículo dos Super Dragões.

As cinco escutas ao telemóvel de Hugo Caturna, pouco antes de um autocarro de adeptos do FC Porto ter sido "pasto das chamas" ao lado do Estádio da Luz, não deixaram dúvidas ao juiz Renato Barroso. "O autocarro vai ao ar hoje"; "isto é regar pneus"; "tá ali, é roxo [autocarro]..."; "ainda só acertei a tampa disto, a do garrafão"; "era pôr já tudo a arder"; são frases gritadas por telefone a amigos, na tarde de 21 de Junho de 2008, que levaram a oito anos de cadeia. Agora, o Tribunal da Relação libertou o membro dos No Name Boys por "falta de provas".
Caturna estava em escuta como outros cúmplices – acabaram detidos 37 membros da claque do Benfica por vários crimes. É um dos 29 condenados em primeira instância, porque, no caso em que foi incendiado o autocarro dos Super Dragões, antes de um jogo de hóquei, o juiz concluiu que "poucas vezes se esteve perante escutas tão concludentes de que o arguido dirigiu a operação criminosa".
Agora, a Relação só conclui que "há uma razoável probabilidade" de Caturna "ter desempenhado um papel" no incêndio. Fica só provada a "intenção genérica" – apesar de referências à "garrafa, ao cheiro [combustível] e à tampa". 

ABSOLVIDO POR UM DOS CRIMES MAIS GRAVES
Os 37 elementos dos No Name Boys foram detidos em 2008 na operação ‘Fair Play’, por associação criminosa, tráfico de droga, incêndio (Hugo Caturna), roubo, dano ou ofensas à integridade física. Acusados pela Unidade Especial de Combate ao Crime Violento do DIAP, conheceram a sentença a 28 de Maio do ano passado – depois de julgados na 5ª Vara Criminal de Lisboa, presidida pelo juiz Renato Barroso: 13 penas efectivas, 16 suspensas e oito absolvições. Só a associação criminosa ficou por provar. Caturna estava já a cumprir oito anos e meio por um dos crimes mais graves, mas a Relação absolveu-o agora: "Indubitavelmente ele esteve nas proximidades do local onde foi chegado fogo ao autocarro e manifestou propósito de lhe causar estragos, ainda que não a intenção específica de incendiar".

ONZE JULGADOS PELA VIOLÊNCIA ANTES DO BENFICA - FC PORTO
Onze dos 13 detidos pela PSP junto do Estádio da Luz no domingo, antes do Benfica-FC Porto, vão ser julgados sumariamente no Tribunal de Pequena Instância Criminal, no Campus de Justiça, em Lisboa, nos dia 12 e 13. Para além dos detidos – entre eles sete por agressão e incitamento à violência, um por agressão a agente da PSP e dois por posse de artigos pirotécnicos – foram identificadas mais cinco pessoas pelos distúrbios. Recorde--se que quatro polícias ficaram feridos e duas viaturas foram danificadas. A PSP apreendeu tochas e petardos, bolas de golfe e cavilhas de ferro das obras. Além destes casos, há outros dois processos em que o Ministério Público propõe que os suspeitos sejam impedidos de entrar em estádios  por seis meses.


Fonte: CM

1ª Liga: VITÓRIA SEM ADEPTOS NA "PEDREIRA" [2] - Braga vs Guimarães

Adeptos vimaranenses boicotam jogo em Braga


Está à vista o boicote geral dos vimaranenses ao jogo em Braga, esta segunda-feira.

Este é o clássico minhoto da polémica em torno dos bilhetes.

A estratégia bracarense foi mal recebida em Guimarães e os 1500 bilhetes podem ser devolvidos ainda esta tarde, dentro do prazo legal para o fazer. Melhor dizendo, 1498, já que só dois ingressos foram vendidos a adeptos do Vitória.

Entre a alegada habilidade do adversário e os preços exorbitantes (22 euros) no castelo reina a ideia de que a única forma de responder ao SC Braga é mesmo a indiferença e renúncia ao encontro.

Em termos oficiais, a claque já tem traçada essa decisão e mesmo nas altas patentes no clube esse é o cenário defendido pela maior parte dos elementos da Direcção.


Fonte: ABola

1ª Liga: COLECTIVO 95 A CAMINHO DA LUZ - Benfica 1-2 FC Porto [6]

08 abril 2011

No Name Boys: ADEPTO FICA CEGO APÓS SER ATINGIDO PELA PSP - Benfica 1-2 FC Porto [5]

Vasco Cabral, 28 anos, perdeu um olho nos confrontos antes do Benfica-Porto

Atingido pela PSP suspeito de 11 agressões e incêndio

 Vasco Cabral, 28 anos, foi um dos 13 adeptos detidos por agentes da PSP no domingo, antes do Benfica- FC Porto, nas imediações do Estádio da Luz, em Lisboa. 

Atingido por bagos de borracha quando a PSP tentava serenar os ânimos dos adeptos encarnados, está internado no Hospital de Santa Maria e ficou cego do olho esquerdo. Diz ao CM não ter participado nos distúrbios, mas é suspeito de vários crimes.
"Não arremessei qualquer objecto aos agentes da PSP. Estava a sair da loja do Benfica e ia pedir ajuda a um polícia quando ele disparou a cerca de cinco metros. Os bagos de borracha acertaram no peito e no olho. Fui detido e levado para a esquadra do hospital e depois para o hospital. Estou revoltado, alguém tem de ser responsável por isto". Diz ainda que tinha ido sozinho ao estádio.
Ao que o nosso jornal apurou, Vasco Cabral, ligado à claque No Name Boys, tem 11 processos pendentes por ofensas à integridade física, já cumpriu pena de prisão por tráfico de droga e é arguido num crime de incêndio - já teve em seu nome dois mandados de detenção.
"Lamentamos toda e qualquer mazela física", refere fonte oficial da PSP, referindo-se ao detido por arremessar objectos à polícia. 

 Fonte: CM

L. Europa: NO NAME BOYS - Benfica 4-1 PSV Eindhoven


07 abril 2011

1ª Liga: INCIDENTES NO ESTÁDIO DA LUZ - Benfica 1-2 FC Porto [4]

06 abril 2011

1ª Liga: ONZE ADEPTOS EM TRIBUNAL - Benfica 1-2 FC Porto [3]

 Onze adeptos vão ser julgados por incidentes no Benfica-FC Porto

Onze detidos devido aos distúrbios no jogo de domingo entre Benfica e FC Porto, da 25.ª jornada da Liga de futebol, serão arguidos em julgamentos sumários, agendados para o Tribunal de Pequena Instância de Lisboa a 12 e 13 de Abril.
Segundo informação oficial do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, “neste momento, no Tribunal de Pequena Instância de Lisboa, o Ministério Público recebeu quatro processos com a participação dos distúrbios ocorridos no jogo Benfica-Porto”.

De acordo com a mesma fonte, o “processo principal tem oito arguidos e julgamento sumário marcado para o dia 13 de Abril, pelas 15h” e “os restantes três com julgamento sumário marcado para os dias 12 e 13 de Abril”.

Ainda na sequência do “clássico”, outros dois processos “foram apresentados ao Ministério Público (MP) junto do Tribunal de Pequena Instância, nos quais é proposta pelo MP a suspensão provisória do processo, por serem relativos a infracções de pequena gravidade e não se relacionarem com os distúrbios noticiados”.

Num desses processos, o “MP propõe a abstenção de acesso a recintos desportivos durante seis meses, com fiscalização da PSP, a quem o arguido se deve apresentar uma hora antes do jogo, além de 40 horas de trabalho a favor da comunidade”.

Após o jogo, o subintendente Costa Ramos da PSP explicou que, das detenções, seis foram por arremesso de pedras, duas por atitudes agressivas para com a polícia, duas por transportarem material pirotécnico e uma por atirar com berlindes para o banco do FC Porto.


Fonte: Público

1ª Liga: VITÓRIA SEM ADEPTOS NA "PEDREIRA" [1] - Braga vs Guimarães

Guimarães sem adeptos em Braga


O Vitória de Guimarães não vai contar com o apoio dos seus adeptos no Estádio Municipal de Braga, segunda-feira, no “clássico” minhoto da 26ª jornada da Liga de futebol, porque não solicitou em tempo útil o envio de bilhetes.
Uma fonte do Sporting de Braga revelou hoje que o prazo legal para o Vitória de Guimarães pedir o envio dos cinco por cento de bilhetes que cada clube visitante tem direito expirou hoje.

Por isso, os bilhetes serão colocados à disposição dos sócios “arsenalistas”, informou a mesma fonte.

Hoje, antes da partida para Kiev, onde quinta-feira o Sporting de Braga defronta o Dínamo local, para a primeira mão dos quartos de final da Liga Europa, o presidente do Sporting de Braga, António Salvador, garantiu que o clube cumpriria com “a sua obrigação” e que haveria bilhetes disponíveis para quem os quisesse comprar.

A menos de uma semana do “clássico” minhoto, o Sporting de Braga já distribuiu cerca de 25 mil bilhetes aos seus associados, sendo que o Estádio Municipal de Braga tem capacidade para 30 mil pessoas.

A SAD bracarense estipulou para este jogo que cada sócio tem entrada gratuita e pode levantar ainda mais três ingressos de acompanhante.

04 abril 2011

1ª Liga: INCIDENTES NO ESTÁDIO DA LUZ - Benfica 1-2 FC Porto [2]


Adeptos: CARDINAL (Jogador do Sporting) MEMBRO DOS SUPER DRAGÕES - Benfica 1-2 FC Porto [1]