14 março 2011

JMM: "O EXTERMÍNIO DAS CLAQUES" - Pérolas jornalísticas!

Claques: não se pode exterminá-las?


1. Ainda a propósito do recorrente tema da violência de algumas claques e da brandura de Laurentino Dias e de muitos outros, dê-se conta de uma recente decisão do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, de 29 de Janeiro.
2. A lei francesa prevê a dissolução das claques por acto do primeiro-ministro. Foi o que veio a ocorrer com a Association Nouvelle Des Boulogne Boys, curiosamente apoiante (?) do PSG.Relembremos alguns factos.

Entre 2006 e 2008, registaram-se inúmeros actos de violência entre os membros dessa claque e a polícia e claques rivais. A 29 de Março de 2008, como que culminando todo esse historial de violência, na final da Taça da Liga francesa, contra o Lens, no Stade de France, evento televisionado, membros da claque apresentaram uma tarja apelidando os seus rivais como "pedófilos naturais no desemprego".

3. A 16 de Abril desse ano, a solicitação do ministro do Interior, o "Comité Consultivo para a Prevenção da Violência no Desporto", pronunciou-se a favor da dissolução da claque. A decisão administrativa de dissolução data de 17 de Abril (parecem os tempos de Laurentino Dias e do seu Conselho para a Ética e Segurança no Desporto). Esta medida destaca os "repetidos actos de violência" da claque, tendo o primeiro-ministro considerado esses actos - de vandalismo, violência contra as pessoas, incitamento ao ódio e à discriminação - como claramente justificativos da dissolução da claque.

4. A claque impugnou esta medida sancionatória extrema mas o Conselho de Estado francês não censurou a decisão administrativa. Seguiu-se a queixa contra o Estado francês no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, adiantando a claque que não só não tinha sido dada a oportunidade de ser devidamente ouvida, aquando do processo, em particular por não ter tido o tempo para a preparação da sua defesa perante o "Comité". Por outro lado, entende que se encontra em causa uma ofensa à liberdade de associação.

5. O tribunal rejeitou o primeiro argumento, essencialmente por entender que a situação não integrava o âmbito da norma específica da Convenção dos Direitos do Homem. O cerne da questão, diga-se assim, radicava, porém, na eventual ofensa à liberdade de associação. Em primeiro lugar, o tribunal considerou que a decisão se encontrava totalmente fundamentada. Por outro lado, enfatizou o entendimento do Conselho de Estado francês que rejeitou a argumentação da claque. São as autoridades nacionais as que, em princípio, se encontram mais bem colocadas para avaliar as provas que se lhes apresentam. E, por último, mas não em último, a medida aplicada revela-se proporcional às finalidades prosseguidas pela norma francesa que a prevê (prevenção da desordem e da criminalidade). Assim sendo, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem veio a rejeitar, por manifesta falta de fundamento, a queixa apresentada pela Association Nouvelle Des Boulogne Boys.

6. Lá como cá?


Fonte: Público

24 comentários:

Anónimo disse...

este gajo que escreveu isto n deve conhecer futebol,basta ver que dps de acabarem com os Boulogne Boys e Supras Autueil,o Parc anda às moscas e só encheu com o marselha.maior parte dos bilhestes são dados pelo presidente.
Querem acabar?força.dps quero ver a chamarem pelas claques outra vez pq os estádios parecem um cemitérios.
verdade seja dita ,no topo sul da luz ng nos pode tirar dali já que somos sócios com lugares anuais naquela zona.

Futebol moderno .|.
Colony/Leproux degadez

Anónimo disse...

Lá como cá? Não me parece. Não se podem comparar realidades tão distintas como o futebol francês e os seus adeptos e o futebol português e os seus adeptos (ou a falta deles). Em França, a política está intrinsecamente ligada ao futebol e a certos grupos organizados de adeptos, já o mesmo não se passa por cá, onde quem anda no seio das claques de futebol, fim-de-semana após fim-de-semana, gastando rios de dinheiro e prejudicando a sua vida familiar e afectiva para seguir a sua equipa do coração, não é certamente para arranjar confusão mas sim, porque o amor que sentem pelo seu clube é muito mais importante que qualquer outra coisa… Como politiquices, por exemplo. Que certas e determinadas pessoas querem à viva força fazer crer que é uma coisa intimamente correlacionada com o mundo das claques em Portugal, o que é profundamente falso e de um mau gosto atroz, quando se tentam conotar as claques portuguesas com a política. Veja-se por exemplo o caso dos No Name Boys, do Benfica. Quando anos a fio se escreveram barbaridades sobre a ligação desta claque com a extrema-direita, afinal veio-se a verificar que quase metade dos seus membros, são de raça negra (pois é, uma mentira contada muitas vezes nem sempre se verifica ser verdade, não é?). Falam muito do extermínio das claques, mais uma utopia pura e dura. Alguém me pode explicar como é que se exterminam adeptos de futebol? Meus amigos, podem acabar com as claques, mas as pessoas continuarão lá, porque as claques, são formadas por pessoas. As mentes brilhantes da nossa sociedade ainda não perceberam que não será com atitudes hitlerianas que as coisas irão melhorar, mas sim com diálogo e organização, tal com o está a acontecer na Alemanha (estádios cheios, porque será?), por exemplo. E mais uma vez dou o exemplo dos No Name Boys (claque não legalizada), acabaram com esta claque e o que se tem verificado, é praticamente o contrário do que o dirigismo português pretendia. Ou seja, tem-se verificado mais violência, e mais problemas do que quando esta claque existia oficialmente, porque pura e simplesmente deixou de existir organização e quem desse a “cara” para o bem e para o mal. É o que sucede quando se reprime e oprime em vez de dialogar e saber ouvir. É um mal que infelizmente afecta muita gente, que se julga alguém, só porque num determinado período de tempo, está num lugar sem o merecer e que às vezes nem sabe como foi lá parar e depois como se vê obrigado a mostrar serviço, na maioria das vezes mete os pés pelas mãos, quando vê o “seu” apertado… por opiniões! É necessário abrir consciências e não meter todas claques/adeptos/pessoas no mesmo saco e medi-las pela mesma bitola, por uma questão de consciência e liberdade de direitos. Não ao futebol negócio! … Ultras Sim! Criminosos Não! … LIBERDADE PARA OS ULTRAS!!!

Anónimo disse...

HÁ CLAQUES QUE ИÃO PODEM ACABAR, PORQUE HÁ CLAQUES QUE ИÃO EXISTEM.

Anónimo disse...

Este problema não é só de uma claque, como muitos gostam de acreditar.. Uns sofrem na pele, outros não.. Os últimos a sofrer todos sabem quem foi.. Vejo aí alguns dos NN falar, mas uma claque que teve um elemento que assassinou um adepto em pleno estádio e ainda defende esse elemento devia ser a que tem menos moral para falar ou se queixar.. Criminosos na prisão! Ultras nos estádios!

Saldanha disse...

Exterminä-las ? Se as pessoas tivessem comportamento digno,seria uma barbaridade discutir tal possibilidade.Primeiro-o expectäculo e cor que elas däo.Segundo-a liberdade serä sempre algo indispensävel para as sociedades.Terceiro-factor econömico.Mas infelizmente,o comportamento das claques deixa muito a desejar.Serä que teremos que aceitar a violencia como um componente que faz parte da evolucäo humana?Naturalmente que näo.Näo necessitando de recuar muito no tempo e, hä 30 anos,em qualquer Estädio,fosse,Antas, Alvalade ou da Luz,os espectadores misturavam-se aos 50 e 70 mil sem haver desacatos.As excursöes faziam-se com grande frequencia e näo se destruiam Estacöes de Servico,näo se espancavam pessoas para as assaltar,näo se mandavam very light,as pessoas näo eram escoltadas como se fossem um bando de energumenos ou arruaceiros. Ou serä o desporto actual: a terapia ideal para o frustado ao näo ter trabalho equivalente ä formacäo demagoga do ensino,ou da falta de amor que os pais separados,näo souberam ou näo sabem dar aos filhos,ou o chauvinismo bacoco de ao serem filmados,julgarem que säo idolos de alguma famosa pelicula?O Estado tem que actuar o mais depressa possivel

Anónimo disse...

ó anónimo 14 Março, 2011 23:13 ,nem todos defenderam (defendem) o hugo inácio.os NN foram responsabilizados e pagaram por isso.claro que nada se compara ah morte de uma pessoa mas quem andou com um estandarte e andar a dizer que ele é um herói,são como aqueles da juve que gritavam "xau gullit".mentalidade neste país n existe.é smp tentar foder ou dizer mal do outro,nem mm qdo há inimigos maiores (policia,estado) que precisam de ser combatidos.e sem união.....
e NNos nunca nos queixamos,NNos NNao existimos ;)

Xavier disse...

É inegável que o ajuntamento de muita gente, de forma organizada, torna as pessoas mais confiantes de si mesmas, e com maior vontade de seguir o comportamento dos restantes. A questão é que, em todas as multidões, há sempre uns poucos que lideram. No que respeita a violência, arriscaria a dizer que menos de 10% dos elementos de uma claque são, verdadeiramente, violentos. Então, será a erradicação das claques a melhor solução, eliminando os únicos grupos de adeptos que ainda levam alguma gente aos estádios? Os estádios estão equipados com câmaras. Porque não as usam para identificar os elementos mais violentos e para impedi-los de entrar num recinto desportivo? Vejam o exemplo da Inglaterra. Quanto à comparação com França, é, realmente, um total exagero. Em Portugal, só uma claque está associada a um grupo político, ao contrário de lá. Aqui, apenas, uma pessoa foi morta na consequência de um jogo de futebol (o que já é bastante, claro), ao contrário de lá.

Anónimo disse...

Que claque está associada a um grupo político? Eu acho que a tentativa de erradicar as claques, que é isso que eles estão a tentar fazer ano após ano, é um factor que ajuda mais à violência e leva à revolta, porque há claques com muita história, com muitos anos, porque se há-de colocar em causa a continuidade delas? Acho que cada vez que há problemas numa ou outra claque, num ou outro jogo se faz logo um escândalo e cria-se uma discussão sobre a conduta das claques e leva-se tudo muito ao extremo, porque sinceramente raramente vejo problemas com claques no nosso país, a comparar com outros. Quem é violento, e gosta de o ser afrontando tudo e todos deve ser severamente punido, mas as claques são grupos de apoio e têm sido sempre ao longo deste anos. Liberdade para os Ultras! Discutam outras coisas mais graves que se passa no nosso futebol.

Anónimo disse...

Parabéns Juve!
35 anos

Anónimo disse...

Sem dúvidas tanta merda se passa neste triste campeonato e passam a vida a querer virar as atenções para os poucos que ainda vão a futebol apoiar e dar cor, sim porque o resto mais parece que vai para um velório, um campeonato viciado onde só os 3 tarolas podem ganhar este ano 1 é levado ao colo no ano a seguir é a vez de outro, enfim este é o meu pais mas sinceramente esta de rastos e quase nada se aproveita.

Anónimo disse...

afinal veio-se a verificar que quase metade dos seus membros, são de raça negra

________________________

Mais uma mentira dita sobre os NN, a esmagadora maioria dos NN são brancos portugueses, os pretos que vão lá parar a maior parte nem NN são, e por mim iam de volta para os seus países de origem, pois a porcaria que eles fazem cá tem um preço.

Anónimo disse...

E os ciganos dos super,ninguem fala?Alguem conhece algum cigano doutor,engenheiro,operario,pensador?

E o putedo que o proxeneta do pinto da costa traz para aqui?As mulatinhas?

Então onde anda a coerencia do nacionalismo?O nacionalismo não é a favor da decencia?Contra os parasitas?

Po caralho mas é,todos que se andam a fazer passar por NN aqui para semear confusão.Os NN estão bem e recomendam se.

Anónimo disse...

A unica coisa que posso dizer,é o seguinte.. vou ter pena,no dia 3,daqueles que forem apanhados..vou ter mesmo muita pena. porque da minha parte e da minha turma,vai ser sem dó nem piedade! e já agora..façam se homens! o macaco ja tem o email,já sabe onde vamos estar.longe dos olhares da bófia! sem homens e apareçam!
1992

Anónimo disse...

quero ver se os super dragões (ou cagões?) também têm tanta coragem na deslocação à luz como têm para protagonizar episódios tristes e esses sim que só sujam o nome dos ultras e dos que lutam contra a repressão! quero ver se finalmente haverá confronto a sério entre os nn e os sd, porque ultimamento só tenho viste nn vs jl, mais nada.. saudações ultras

Anónimo disse...

Espero que este ano seja a sério o que se passar na luz, os NN como normal estão sempre à caça e prontos para tudo. Os SD estão fortes e espero que venham para tentar alguma surpresa. Já se sabe que os acab vão ser mais que as mães, mas eles não estão em todo o lado.

Anónimo disse...

Os NN são uma claque de portugueses brancos, imigrantes não são portugueses e dos que vão para os No name nem NN são de facto.

TSplit e NN sempre juntos

anonimo disse...

e a pala destes comentários que cada vez e mais difícil as coisas acontecerem ..vocês não entendem que a policia bate isto tudo? no estádio não se vai passar nada a não ser agressões a adeptos normais mas isso são para os putos que não sabem o que e o movimento as coisas já estão tratadas e combinadas bem longe do estádio bem longe dos olhares da bófia, apenas para uns para os verdadeiros !! não larguem a net não...

Anónimo disse...

grande LOL.. claque de portugueses brancos..

Anónimo disse...

O Saldanha a 30 anos atras tb podia andar a vontade a noite em qualquer lugar e tb de dia sem medo de ser assaltado e hoje não e bem assim e não tem nada haver com claques.os bilhetes eram mais baratos os jogos eram aos domingos a tarde não havia a tv,o futebol não era um negocio.os dirigentes não encentivavam a violência.havia 2 ou 3 estações de serviço mas não praticavam os roubos que estas fazem aos nossos bolsos sem control de ninguém.mas em relação a não haver violência tas enganado não havia era tanto aproveitamento por parte da comunicação social e prencipalmente de alguns pseudofilosofias jornalistas da treta.porque para dizeres isso não conheces mesmo a história de te o futebol português deves ser mais que cuspe para o ar um paraquedista .olha se precisares dou te alguns exemplos tou aqui para dar .ok

Anónimo disse...

extrema direita ao poder
Ultras a nossa forma de vida

Anónimo disse...

POLITICA FORA DAS CURVAS!!!!!
seja de esquerda ou direita

Anónimo disse...

POLICIA FORA DAS CURVAS, FARTO DE SERMOS TRATADOS COMO ANIMAIS ENQUANTO ELES É QUE O SÃO!

Anónimo disse...

POLITICA FORA DAS CURVAS!!!!!
seja de esquerda ou direita
________________________

pretos, brasucas e restantes invasores fora de Portugal! Portugal é ultra e extrema destra, desde o enorme Salazar
sieg heil

Anónimo disse...

Mais uma perola dos antis...

Enviar um comentário