11 julho 2008

Belenenses: FÚRIA AZUL 2007/2008

FSI: CONGRESSO EUROPEU DE ADEPTOS (4) - Reunião entre a AAS e a UEFA



Durante o almoço, dirigentes da Supporters Direct contactaram a AAS no sentido da AAS fazer uma apresentação sobre a situação em Portugal e no Sporting Clube de Portugal. Apesar de algo inesperado, o convite foi aceite e ficou marcada a apresentação logo a seguir à nossa reunião com a UEFA, que teve lugar após o almoço.

A UEFA, representada por Alex Phillips – Head of Professional Football Services, está de facto profundamente preocupada com esta problemática – a crescente insatisfação dos adeptos, algo que este Congresso demonstrou ser generalizado dada a sua afluência massiva.

A AAS apresentou a sua visão sobre o futebol internacional em diversos temas:
- UEFA como entidade reguladora do futebol europeu deve ter poder ao nivel nacional, via Federações, funcionando como uma espécie de UE para o futebol
- Estabelecer tectos máximos para preço de bilhetes e valor de transferências e salários para os clubes tendo em conta um ranking nacional que inclua a ponderação de factores como Salário Minimo Nacional, Orçamento anual do clube, Orçamento Médio dos clubes da I Divisão.
- Redefinição da distribuição de receitas das competições europeias e direitos televisivos de forma a reduzir a distância entre os 8,9 mais ricos e os restantes.
- Apoiar as ligas mais fracas financeiramente.
- Obrigar os clubes a comunicar, via Federação nacional, todas as transferências de jogadores, anexando contractos e declarando quem recebeu comissões. A UEFA receberia estes dados, em relatórios sumários das Federações, como forma de evitar a fraude fiscal e lavagem de dinheiro.
- Introdução de novas tecnologias no futebol – chip a bola, e transmissão dos jogos nos ecrãs dos estádios.
- Determinar minímos de jogadores nacionais e da formação dos clubes nos planteis nacionais – em termos relativos.
- Aumentar o controlo relativo aos jogadores naturalizados a jogar pelas selecções nacionais, evitando a descaracterização destas. Como exemplo, o ultimo Europeu e os jogadores naturalizados nas selecções que aí actuaram.
- Alterar modelo competitivo – Liga dos Campeões deveria ser jogada apenas por campeões e não por clubes que, nalguns casos, não são campeões há vários anos.
- Obrigar a que mais jogos sejam transmitidos em canal aberto
- Proibir a intervenção policial nas bancadas, excepto nos casos em que exista evidente situação de violência.
- Criação de “standing places” com percentagem mínima.
- Determinar um número máximo de dias no qual cada jornada pode ser disputada.



A cada um destes problemas, se denotou evidente preocupação no responsável da UEFA, frisando que nalguns casos, a falta de poder efectivo da UEFA não ajuda à sua resolução. No entanto, concordou que pode fazer pressão e lobby junto das diversas instituições (International Board, FIFA, UE) para desencadear estes processos.
A UEFA irá, então, estudar a documentação recebida, esperando a AAS que tal dê os seus frutos no tempo indicado.
Foi igualmente discutida a situação portuguesa, sobretudo ao nível da corrupção – por ser um tema recorrente hoje em dia, do controlo das TV’s no futebol nacional e o total desrespeito pelos adeptos e apresentada a posição dominante da Olivedesportos no futebol nacional (detentora da publicidade estática, dos direitos televisivos, accionista nos três grandes clubes nacionais, detentora do único canal de TV pay-per-view em Portugal) – como a AAS frisou : “O futebol português é, hoje, “one man show”! “.
Curiosamente, a UEFA demonstrou-se bastante conhecedora desta ultima realidade...



Comité Executivo AAS.


Ler... MAIS





Fonte: AAS

08 julho 2008

FSI: CONGRESSO EUROPEU DE ADEPTOS (3) - Espectadores ou Adeptos?


O Congresso Europeu de Adeptos decorreu de forma bastante interactiva, com as diversas representações a participarem nos 5 workshops em curso para o dia. A AAS participou naquele que considera ser o mais importante da actualidade desportiva e igualmente o mais abrangente - "Clubs Ownership". De forma a providenciar completo resumo sobre os restantes tópicos (ticketing, repressão e violência policial - que contou com representantes da polícia igualmente, "fan culture" e racismo e discriminação no futebol) iremos aguardar pelo relatório final a ser elaborado pela organização. Não queremos transmitir informação incompleta com base apenas nas nossas notas.

Na véspera do evento foi, igualmente, organizado um evento informal, de lazer, onde todos puderam conversar de forma descontraída, sendo que podemos afirmar com relativa segurança que a descrição da AAS sobre alguns temas do futebol nacional foram alvo de "sorrisos", indignação e estupefacção mas sempre seguidos com manifesto interesse por grande parte dos participantes.

O workshop "Clubs Ownership" foi então apresentado e mediado pela organização Supporters Direct (organização a operar no Reino Unido a providenciar aconselhamento em governance no futebol para associações de adeptos). A seu lado, a representação do Austria Salzburg e do Atlético de Madrid.
A parte da manhã foi dedicada a duas apresentações, uma de cada delegação dos dois clubes descritos.

Particularmente interessante é a realidade do Austria Salzburg. Demos connosco a pensar se estaremos na fase final de similar processo, algo que nos deixou (e deixa!) tremendamente apreensivos.
O Austria Salzburg deriva do actual Red Bull Salzburg. Com efeito, esta companhia ("Red Bull") comprou 51% do clube e, no primeiro dia no comando, logo tratou de deixar as coisas muito claras, afirmando: "este clube não tem história, não tem passado. Vai começar agora. É um clube novo. E somos nós que decidiremos o seu futuro".

Chocante! Mas mais chocante foi o total desprezo a que os adeptos foram votados. O sentimento de impotência foi tal que decidiram começar de novo. Criaram um novo clube - Austria Salzburg com cerca de 2000 adeptos. Já subiram duas divisões e estão bem colocados para o voltar a fazer em breve, sendo que o topo das divisões não profissionais está a duas épocas de distância.
Têm igualmente maior média de assistências que grande parte dos clubes da Primeira Divisão, para além de terem criado equipas de formação. Como curiosidade, a equipa de sub-21 venceu recentemente, para o campeonato, a equipa do Red Bull Salzburg, algo que arrancou enormes sorrisos da plateia. A rivalidade entre ambos os clubes é enorme, naturalmente.
Utilizaram, a nosso ver, duas frases muito interessantes.
Quando, ao mencionarem a razão de criar um novo clube, disseram querer "demonstrar que podemos fazer mais e melhor do que vocês", referindo-se ao Red Bull Salzburg.
Uma vez tendo arrancado para o novo clube com 2000 pessoas (movimento ultra do antigo clube envolvido igualmente) deixaram o Red Bull com o "estilo NBA" que facilmente identificamos, mencionando que "o que o Red Bull Salzburg tem hoje são espectadores, não adeptos. E nós não nos contentávamos em ser apenas espectadores. Somos e queremos ser sempre adeptos".

Interessante...! E nós (...), o que queremos ser?




Fonte: AAS

Apito Final: BOAVISTA vs PAÇOS DE FERREIRA - Quem ganhará (com) esta guerra?




Foto: Ultras Boavista


Cerca de cinquenta adeptos do Boavista "aqueceram" os ânimos à entrada da Alfândega do Porto... Ler Mais

07 julho 2008

LPFP: SORTEIO - Calendário 1ª Liga "Sagres" 2008/2009



Sporting e Benfica baptizam promovidos

FC Porto começa em casa com o Belenenses



As equipas promovidas à Liga Sagres na última temporada vão ter provas de fogo na jornada inaugural. O Trofense desloca-se a Alvalade para defrontar o Sporting, enquanto o Rio Ave recebe o Benfica. O tricampeão FC Porto joga em casa com o Belenenses.

O Boavista, que surgiu no sorteio com a presença condicionada, joga com o Sp. Braga na ronda inaugural, enquanto os Vitórias defrontam-se em Guimarães, tal como na semana passada.

Os tricolores de Lito Vidigal estreiam-se em casa com a Académica, enquanto o brasileiro Lori Sandri vai estrear-se no comando técnico do Marítimo na Figueira da Foz frente à Naval.

O FC Porto não esteve representado no sorteio, porque os dirigentes portistas estão solidários com Pinto da Costa. O presidente portista está suspenso e não podia marcar presença na cerimónia.

Na última jornada, o FC Porto recebe o Sp. Braga, o Sporting joga em casa com o Nacional e o Benfica joga na Luz com o Belenenses.




Jogos entre grandes

2.ª jornada, 31 Agosto
Benfica-FC Porto

4.ª jornada, 28 Setembro
Benfica-Sporting

5.ª jornada, 5 Outubro
Sporting-FC Porto



1.ª Jornada

E. Amadora-Académica
Naval-Marítimo
Boavista(*)-Sp. Braga
Sporting-Trofense
V. Guimarães-V. Setúbal
FC Porto-Belenenses
Rio Ave-Benfica
Leixões-Nacional

* ou Paços de Ferreira


Fonte: Record


Calendário da 1ª Liga 2008/2009... VER AQUI

Calendário da Liga de Honra 2008/2009... VER AQUI

Taça da Liga - Calendário das 1ª e 2ª fases... VER AQUI

FSI: CONGRESSO EUROPEU DE ADEPTOS (2) - Associação de adeptos no horizonte

Vários grupos de adeptos do futebol deram os primeiros passos para o lançamento de uma associação europeia, tendo como objectivo tornarem-se numa voz democrática e independente, que poderia, entre outras coisas, dialogar com a UEFA.




Congresso de Londres
Adeptos de toda a Europa reuniram-se este domingo no recinto do Arsenal FC no Congresso de Adeptos do Futebol Europeu, organizado pela Associação Internacional de Adeptos de Futebol (FSI). Estiveram na capital inglesa um número superior a 250 responsáveis, em representação de mais de um milhão de seguidores europeus dos 27 países registados num evento que contou com o apoio da UEFA.

Grupos nacionais
O congresso surgiu na sequência do desafio dos grupos de adeptos e da UEFA às organizações nacionais de adeptos no sentido da criação de uma associação de âmbito europeu para melhorar e explorar os canais de comunicação com o organismo que tutela o futebol no Velho Continente. A UEFA teve, recentemente, um primeiro encontro com os grupos nacionais de adeptos em que o enfoque das discussões se centrou em temas como o licenciamento e propriedade dos clubes, a segurança e os bilhetes. Clique aqui para mais detalhes.

Interesses comuns
Após a realização do UEFA EURO 2008™, em que a UEFA registou com muita satisfação a atmosfera globalmente positiva vivida entre os adeptos na Áustria e Suíça, o congresso de Londres ajudou a identificar temas comuns aos admiradores de futebol e recolher um leque abrangente de opiniões entre as partes com vista à criação de uma rede independente de adeptos com expressão europeia. Assuntos como as experiências do Campeonato da Europa, a diferente realidade cultural dos adeptos, o policiamento, o combate à discriminação, os bilhetes e a propriedade dos clubes fizeram parte da agenda.

"Diálogo genuíno"
A FSI desenvolveu serviços durante o UEFA EURO 2008™, disponibilizando ajuda e informação aos adeptos de todo o continente. "As autoridades do futebol e muitas instituições públicas em diversos países começam a ver os adeptos como uma parte essencial do jogo e estão a procurar estabelecer um diálogo genuíno", declarou a FSI.

"Rede internacional"
"A FSI tem sido uma congregação independente de várias associações relacionadas com adeptos que fornece e desenvolve, há mais de 15 anos, serviços destinados aos adeptos do futebol que viajam por toda a Europa", acrescenta. "Agora, pretendemos trabalhar no sentido de implementar uma rede internacional de adeptos do futebol que possa proteger e representar os seus interesses no espaço europeu".