11 outubro 2008

Super Dragões: PAULO TRILHO - Confusão com escuta levou à prisão

Super Dragões: 38 arguidos acusados de fraude de quatro milhões

Confusão com escuta levou Trilho à prisão


Paulo Trilho, um dos mais carismáticos líderes dos Super Dragões, preso o ano passado por suspeita de fraude fiscal, contrabando agravado, associação criminosa e branqueamento de capitais, foi agora ilibado pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal, depois de serem arquivadas as suspeitas que contra si recaíam.

Afinal, as escutas telefónicas que levaram a Brigada Fiscal da GNR a sua casa, em Outubro do ano passado – no âmbito do megaprocesso que agora levou à acusação de 38 arguidos, entre particulares e empresas, por suspeita de uma fraude no valor de quatro milhões – eram infundadas.

Paulo Trilho falava com um amigo ao telefone e pedia-lhe que lhe entregassem vinte caixas de sapatos. As autoridades perceberam que queria tabaco. "Quando me apareceram em casa nem queria acreditar. Aquilo não fazia sentido e autorizei as buscas a todos os meus escritórios e um armazém. Sabia que não estava envolvido em qualquer rede de contrabando de tabaco", disse Trilho ao CM, lembrando que voltou a proclamar inocência aos militares da GNR que mais tarde o ouviram.

"Até acabou por ser uma cena engraçada. Fui ouvido e eles garantiam que eu pedia tabaco. Juravam que me tinham ouvido ao telefone e exigiam que explicasse. Quando pedimos as escutas percebemos o que tinha acontecido. Pedi vinte caixas de sapatos, no âmbito dos meus negócios na área de calçado e vestuário, e eles perceberam tudo errado. Os GNR depois até me pediram desculpa", recorda Trilho que mesmo assim vai ter de ir a julgamento, mas por um crime que só dá pena de multa. "Encontraram uma munição em minha casa. Foi isso de que fui acusado".

Paulo Trilho recorda ainda que o "erro" lhe causou graves problemas empresariais. "De um momento para o outro vi as minhas empresas perderam 80 por cento do volume de vendas. Fecharam-se muitas portas", concluiu.

"SAD OBRIGOU À MINHA SAÍDO DOS SUPER DRAGÕES"

A 29 de Janeiro de 2006, após um empate (0-0) do FC Porto frente ao Rio Ave, o treinador Co Adriaanse é alvo de uma emboscada no regresso ao centro de treinos do Olival, em Gaia. Rui Teixeira e Paulo Trilho, à altura membros da direcção dos Super Dragões, foram relacionados com o acto. "Todos sabem que não fomos nós que estivemos por detrás desse caso", defende Trilho.

Em crispação com a direcção do FC Porto, a claque emite um comunicado em que Antero Henrique, director-geral da SAD, é apelidado de "vendedor de revistas". Trilho também recusa a autoria do documento: "Não fui eu. Depois do comunicado, a SAD obrigou à minha saída da direcção dos Super Dragões."

DOS '3 PADRINHOS' APENAS 'MACACO' SE MANTÉM

Paulo Trilho, Rui Teixeira e Fernando ‘Macaco’ Madureira. Até ao incidente com Adriaanse, eram estes os membros da direcção dos Super Dragões. Teixeira, ou ‘Professor’, era o cérebro do grupo, Trilho geria a parte financeira e ‘Macaco’ estava mais próximo dos membros e núcleos dos Super. Actualmente, dos ‘três padrinhos’ – como eram conhecidos no grupo – apenas ‘Macaco’ se mantém na liderança. "A claque está agora em clara sintonia com a SAD do clube", critica Trilho.


PORMENORES

NÃO ERA DROGA

O processo teve outra confusão. Foi apreendido a um dos indivíduos o que se pensava ser cocaína, mas as análises do Laboratório de Polícia Científica garantiram tratar-se de outra substância. Era afinal lidocaína, um produto que não consta da tabela dos estupefacientes.

UM ANO A INVESTIGAR

Um ano depois, o DCIAP deduziu acusação contra os suspeitos. Os indícios recolhidos apontam para a existência de uma rede de contrabando de tabaco que terá lesado o Estado no não pagamento de impostos em, pelo menos, quatro milhões. Só está uma pessoa em prisão preventiva.


Fonte: Correiodamanhã

4 comentários:

Anónimo disse...

Isto agora já são noticias do FANTASTICO...
......... belos tempos ... em que o macaquinho era um wanabeeeeee ... o trilho era o jovem da patente(registo), que emprestava dinheiro ao futuro professor cordoaria, para arranjar o twingo!!

futebol moderno

claques modernas

obrigado pela evolução!!

Adoro não ter nome ...
e mais importante .. ser socio do BENFICA.

Anónimo disse...

Bai-ta foder ó sem nome até parece que alguns sem nome não andaram a comer da lancha quando andavam a lamber o cu ao vieira.

coerência pá

Jorge Silva disse...

Este sarraceno do 1.comentário está bem informado,sim senhor(a)!
Tenho nome e sou sócio do FCPorto
Sou Ultra mas não Legalizado ...

Anónimo disse...

NNos NNao NNos veNNdemos

Enviar um comentário