05 janeiro 2008

1ª Liga: MANCHA NEGRA - Académica 3-3 Braga


Frase: "Com bacalhau feito por ti, há quem faça lagosta"

Resposta da MANCHA NEGRA, claque da Académica de Coimbra, às declarações de Manuel Machado actual treinador do Sporting de Braga, durante a semana.

Argentina: AFA cria sistema digital contra violência nos estádios

A Associação de Futebol Argentino (AFA) apresentou na quinta-feira um sistema de padrão digital, com o qual tenta avançar na luta contra a violência nos estádios.

O sistema será testado no próximo torneio Clausura em 2008, num estádio ainda a ser escolhido, e, de acordo com os resultados, entrará em vigor a partir de 2009.

A ideia do projecto é tirar dos estádios os adeptos violentos, apesar de o presidente da AFA, Julio Grondona, ter dito que os problemas no futebol têm uma raiz social.

"A violência não é um problema do futebol, e sim da sociedade. Esta iniciativa é para que as famílias voltem aos estádios", disse Grondona.

"Nem as câmaras, nem os bilhetes magnéticos, nem os caros operativos de segurança que pagamos, funcionaram. Nada foi suficiente", acrescentou Grondona, justificando a aplicação do novo sistema.

Os responsáveis pelo desenvolvimento do sistema explicaram que o plano compreende o registo total de quem for a uma partida de futebol --incluindo a fotografia--, a eliminação dos bilhetes, e novos sistemas de verificação de entradas, com controle das impressões digitais.

Todos os dados ficarão registados na secretaria de segurança desportiva.

A violência nos campos de futebol da Argentina levou a AFA e as entidades de segurança desportiva a proibir, desde o ano passado, a presença de público visitante em jogos de todas as divisões secundárias, e a limitá-lo nos da primeira divisão.

Lei 16/2004: ACADÉMICA - Mancha Negra recusa legalizar-se



Ruben Jorge, presidente da «Mancha Negra», rejeitou esta sexta-feira a hipótese da única claque da Académica de Coimbra se legalizar. Em declarações à agência Lusa, o adepto dos estudantes afirmou que a legalização não é possível porque a maior parte dos associados da claque recusa-se a fornecer os dados de identificação à Liga Portuguesa de Futebol.

O presidente da claque, no entanto, não afasta a hipótese de uma legalização, mas nunca da forma que está estabelecida: «À partida haverá a legalização de uma associação, mas nunca a legalização da claque nos moldes em que nos pedem. Ainda não fizemos o depósito dos dados de identificação dos sócios à Liga de Clubes, porque a maioria não os quer fornecer. Somos contra a lei.»

Defendendo a posição de associado da Académica, Ruben Jorge afirmou, confiante, que vai continuar a apoiar a equipa: «Todos somos sócios do clube. Todos temos bilhetes de época e até temos cerca de 1200 lugares cativos no Estádio Cidade de Coimbra. Podem-nos tirar as faixas, o tambor e o megafone, mas não nos podem cortar a voz.»

O facto da claque não estar legalizada pode prejudicar o clube de Coimbra, que por apoiar a sua claque, pode vir a ser castigado. O presidente-adjunto do clube, Vasco Gervásio, comentou o facto da lei prever jogos à porta fechada se as claques assistirem aos jogos sem estarem legalizadas: «Eu penso que vai haver um consenso. Acho que o secretário de Estado (da Juventude e do Desporto, Laurentino Dias) não vai assumir uma posição tão radical quanto à implementação dessa lei. O bom-senso há-de imperar.»


Fonte: Maisfutebol

04 janeiro 2008

1993: ESTÁDIO DA LUZ - Benfica vs Sporting


De: VE82

03 janeiro 2008

G12: PORTUGAL ULTRAS - 2007 (1)

30 dezembro 2007

Novo Grupo: ULTRAS INFERNAIS - AD Vagos


" Os ULTRAS INFERNAIS é a Claque Oficial da Associação Desportiva de Vagos, fundada em 15 de Dezembro de 2007 por um grupo de amigos, apoiados pela Direcção da ADV, que costumavam acompanhar o Clube. "