28 setembro 2007

Derby: 600 polícias, acompanham claques do Sporting e «grupos organizados» do Benfica

A operação de segurança do «derby» vai envolver 600 agentes da polícia. Os planos da PSP foram revelados esta sexta-feira e passam pelo enquadramento das claques do Sporting, mas também daqueles a que a polícia chama «grupos organizados» do Benfica.

As claques do Benfica não procederam ao processo de legalização e o clube anunciou que não lhes seria permitido levar para a Luz este sábado qualquer tipo de material.

Na conferência de imprensa desta sexta-feira, a subcomissária Paula Monteiro adiantou o número de elementos esperados e disse que se previam «dois mil ex-No Name Boys e mil ex-Diabos Vermelhos». Do Sporting viajam até à Luz 700 elementos da Juve Leo, 450 do Directivo XXI e 250 da Torcida Verde».

Quanto à questão da proibição de os adeptos levarem material como tarjas ou outros, a polícia diz que é um assunto do Benfica. «Essa questão transcende a polícia. O clube não permite a visualização de panos com os nomes das claques. Há uma interdição desses panos e só em caso de o clube pedir, a polícia intervém», explicou Paula Monteiro.

Quanto à localização desses grupos, será nos locais que habitualmente ocupam, ou seja, serão todos colocados no piso 0 do estádio da Luz.

De resto, a subcomissária informou que haverá alguns condiconamentos nas artérias que servem o estádio, para quem se desloca em viatura própria.

Fonte: Maisfutebol

Taça da Liga: SORTEIO 4ª Eliminatória Carlsberg Cup

O sorteio da quarta eliminatória da Carlsberg Cup realizou-se esta sexta-feira, dia 28 de Setembro, pelas 15h.30, na sede da Liga de clubes.


Sporting - Fátima
Portimonense - Beira-Mar
Benfica - Vitória de Setúbal
Penafiel - União de Leiria

Os jogos da 4ª eliminatória jogam-se a duas mãos. A primeira mão está prevista para os dias 20 e 21 de Outubro. A segunda mão está marcada para 31 de Outubro.

São disputados 8 jogos e apurados 4 clubes para a fase de grupo.
Os jogos realizados serão pontuados de acordo com a seguinte tabela:
. Vitória: 3 pontos;
. Empate: 1 ponto;
. Derrota: 0 pontos.
Em caso de se verificar um empate de pontuação no final do tempo regulamentar do jogo da 2.ª mão, o apuramento é efectuado por aplicação dos seguintes critérios:
. O clube que tiver marcado mais golos nas duas mãos;
. Caso os clubes tenham marcado o mesmo número de golos nas duas mãos, os golos marcados fora serão contabilizados a dobrar;
. Se após a aplicação dos critérios anteriores o empate se mantiver terá lugar a marcação de grandes penalidades.

Lei 16/2004: 12 claques legalizadas

O combate à violência no futebol passa pela inclusão dos próprios adeptos, das claques, no debate da questão. A chave para a tolerância zero à violência foi deixada ontem por Steven Powell, director da federação de adeptos de futebol britânicos, orador na conferência internacional sobre o tema, que hoje termina em Lisboa.

Organizado pela Associação das Ligas Europeia de Futebol Profissional (EPFL), o encontro conta com os apoios do governo português e da Liga. Laurentino Dias, secretário de Estado do Desporto, concordou com Steven Powell e recordou a legalização das claques de futebol. “O processo está em vias de ficar concluído e em breve teremos 12 claques legalizadas”, frisou, concluindo que “não se pode avançar usando a repressão e as ameaças”.

Hermínio Loureiro, líder da Liga, sublinhou que este “é o grande debate sobre a questão da violência” e que desta conferência “sairão importantes normas para o futuro”.

No primeiro dia falaram ainda Thomas Weinmann (porta-voz dos representantes das claques da liga alemã), Fernando Sousa (FC Porto), Mário Patrício (Sporting), Paulo Silva (Benfica), Bryan Drew (director da Unidade da Polícia no Futebol britânico) e Frédéric Thiriez (presidente da Liga francesa).


Fonte: Record

Lei 16/2004: Legalização um assunto cada vez mais na ribalta...

Vou deixar aqui um texto que fiz para a "Revista Adeptos", onde lhe dei o título de Ser ultra não é um Crime…

"Ser ultra não é um Crime, mas actualmente em Portugal parece que é… Agora com este novo fenómeno da legalização das Claques parece que somos todos uns criminosos onde os nossos ficheiros têm de ser depositados, mas porquê esta obsessão, será que em Portugal somos assim tão violentos??, os casos de violência são uma constante???
Entendo que uma claque deverá constituir-se como uma associação por uma questão de filosofia própria de cada grupo, ou por uma melhor gestão/organização, não por imposição de alguém.
Queria deixar uma reflexão sobre o que o protagonista Laurentino Dias disse recentemente, que as claques tinham 30 dias para iniciarem processos de legalização ou eram proibidas de actuarem, mas quem é que me vai impedir de comprar um bilhete mais uns amigos e me juntar numa bancada, de cantar, de bater palmas pelo clube do meu coração? Vão proibir a colocação das faixas, baseados em que Lei? Será que quando os grupos estrangeiros visitarem Portugal também vão ser proibidos de colocarem faixas? Por fim qual a diferença de uma claque ou de uma qualquer casa do SLB, FCP ou SCP? Será que estes também terão de depositar os seus ficheiros na CNVD?
No grupo a que eu pertenço (MN) estamos também a discutir esta problemática, no entanto estamos bastante fragilizados, pois teremos provavelmente de ser “carneiros” e ter de ser como os outros. Em Portugal vai-se pelo caminho mais fácil, e neste caso na grande maioria dos grupos que foram na frente as questões financeiras dos dirigentes e dos próprios grupos ficou em primeiro plano. Irrita-me que os grande lideres que vão à TV, Macaco, F. Mendes, etc não se tenham preocupado minimamente em reunir os lideres dos principais grupos e discutir esta questão, tentar arranjar a melhor forma de encarar tudo isto. Mas não, assim é mais fácil, legalizo, logo já recebo montes de bilhetes e guito para orientar o grupo… Passamos a ser uns vendidos…

Mas o que me preocupa é que se calhar nós na Mancha Negra também iremos ser forçados a ir por este caminho, se bem que no seio do grupo a MN ser uma associação juvenil já é um facto aceite, por questão de gestão/organização do grupo, agora preencher o resto dos requisitos é que ainda não estamos de acordo, tanto que somos todos sócios da Académica, o que nos faz a nós diferentes dos demais sócios do clube? Então deveremos mandar a listagem de todos os sócios da Académica para a CNVD sendo eles elementos da Mancha ou não. Será que somos diferentes dos sócios da Casa da Académica de Lisboa ou do Porto ou de Leiria?? Não vamos à bola como eles, somos somente ultras e amamos o nosso clube e temos a nossa forma de estar…
O que me deixa verdadeiramente aborrecido é o facto de ninguém querer lutar ou de querer expor o nosso ponto de vista, é mais fácil rendermo-nos…
Assim se mostra a merda de sociedade que é a Portuguesa e em questão o movimento ultra, sem atitude e sem opinião, enfim uns carneiros que vão todos atrás uns dos outros…"

Depois disto deixo aqui uma reflexão para abrir um debate sério que se petrende, sendo certo que acho importante todo este tipo de discussão mas...

1º Quando há mudanças é normal haver resitência a essa mesma mudança. É sempre assim e é histórico na nossa sociedade...

2ª Relativamente a todos terem opinião nesta matéria, relembro que quando estava na liderança da MN realizei um jantar onde estiveram presentes 2/3 elementos por núcleo (na altura em que os havia) e mais socios de vários quadrantes e todos se devem lembrar como foi e o que de lá saiu... NADA, porque todos se preocuparam em discutir o seu umbigo.Ainda relativamente a essa reunião fiquei com a ideia que realmente a direcção com a Sua organização é quem deve traçar os destinos da claque, quando não tiverem essa capacidade ou saiem ou dão lugar a outros. Lugar a outros é o que não me parece existir, pois muitos falam, criticam quem está a dar a cara, mas dar a cara e aparecer para tomar as rédeas é que nada, ninguém aparece. Além do mais constituir a Mancha como uma Associação até a integra nos novos padrões de sóciedade, a Democracia, ai como gosto desta palavra...
Ou seja assim que a MN tiver constituida como Associação Juvenil, ou como núcleo oficial da AAC ou mesmo como Casa da Académica dos Jovens de Coimbra MANCHA NEGRA, será eleita uma lista, terá de haver eleições, onde todos poderão apresentar projectos. Depois é essa lista vencedora que depois irá decidir se enviará os ficheiros ou não para a CNVD.

3ª Quem comigo priva sabe que sou da opinião de a Mancha ser tornada numa Associação Juvenil, por uma questão de gestão de Grupo e de protecção dos elementos que dão a cara, com contabilidade organizada de modo a acabar com muitos diz que disse existentes... Agora relativamente ao resto o meu texto diz o que penso.

4ª A malta da Velha Guarda, com aqueles com quem falei, estão numa posição mais fácil, pois todos têm com maior ou menor dificuldade poder para chegar à TBZ e comprar um bilhete de época a 70 euros + 120 de quotização da AAC e juntar-se num sector e cantar e berrar pela Briosa como têm feito ao longo destes quase 23 anos, mas é esta a Mancha que se quer com meia dúzia, que já o fomos e ninguém tem vergonha, ou queremos uma Mancha com alguma pujança e que permita a jovens alunos do secundário juntar-se à claque e poderem usufruir de consições bantante mais razoáveis para poderem apoiar a Briosae desta forma sermos muitos mais e melhores ao seu apoio????

5ª Jogos fora também não é problema pois os que viajam actualmente iria viajar na mesma, com um aumento dos preços, para o Bessa hoje nunca seria a 10 euros, pois só o bilhete na bilheteira custa 20 euros...

6ª Será que as claques estando legais não seriam um factor positivo, para poderem ter mais força para lutarem nos orgãos competentes do futebol, para se lutar por melhores condições tais como horários dos jogos, preços de bilhetes, condições nos estádios, etc. Para quando a representração dos adeptos e em especial as claques nas AG da Liga e da FPF??

7ª Para exigirmos respeito também temos de respeitar, acontece que nunca temos sido respeitados, e a nova prova disso é a prepotência com que a Policia aborda esta questão, ou seja não colocam faixa por que não, onde está na lei a dizer que não se pode colocar uma faixa que não tem dizeres racistas, não apela à violência, não tem dizeres de extrema direita, ou seja Mancha Negra enquadra-se nisto??? quando esta situação acontecer, ou seja que o material da claque não entrar nos estádios, quero ver quantos de vós que aqui atrás do teclado defendem o que defendem se indignarão e farão frente a este estado de coisas!!!

8ª Hoje em dia mais vale ser traficante de droga, violador ou assaltante do que ultra, pois se fizeres acto violento numrecinto desportivo és julgado no dia a seguir e condenado, se fizer outro tipo de vrime ´+e libertado e ficas a agurdar julgamento em liberdade... enfim é a justiça que temos. Adeptos Criminisos de primeira...

8ª Em Coimbra sempre fomos contestatários e lutámos contra as injustiças sociais, temos vontade de continuar a honrar o passado da cidade, da academia e da MN, vamos ver até onde podemos ir...

A corda vai esticar....

27 setembro 2007

Taça da Liga: VITÓRIA GUIMARÃES 0 - 0 SPORTING (6 - 7 gp)




Mais... AQUI

1ª Liga: BRAGA 0 - 0 Benfica (2)



Mais... AQUI

Braga: RED BOYS - 15º Aniversário


Derbi SLB-SCP: Claques dos encarnados proibidas de levar qualquer tipo de material

As claques do Benfica estão proibidas de levar qualquer tipo de material para o dérbi de sábado com o Sporting, da sexta jornada da Bwin Liga, adiantou hoje o director de segurança dos encarnados. “Tem que haver alguma diferenciação entre as vantagens que as claques legalizadas têm em relação às outras”, referiu à Agência Lusa Paulo Silva, que acrescentou que as claques legalizadas do Sporting terão “alguns direitos à entrada”, ao contrário dos grupos de adeptos da casa. No último encontro do Benfica no Estádio da Luz, frente à Naval, há duas semanas, uma das claques dos encarnados foi proibida de apresentar tarjas durante o encontro. “Numa reunião com as nossas claques, foi falado que se desejassem constituir-se associações, teriam determinados direitos. Caso contrário, teriam mais dificuldade em entrar com as bandeiras, com as tarjas, todo esse material que os acompanha para onde quer que vão”, adiantou Paulo Silva, à margem da conferência “Tolerância Zero Contra a Violência no Futebol Profissional”, organizada pela Associação das Ligas Europeias de Futebol Profissional (EPFL). Contudo, mesmo as claques legalizadas do Sporting não poderão levar para o Estádio da Luz “tambores, megafones e bandeiras grandes, porque este é um jogo de alto risco e, normalmente, esse tipo de material não entra”. A preparação do dérbi lisboeta tem sido, de acordo com o director de segurança do Benfica, “normal e tranquila”, revelando que “o número de adeptos do Sporting é muito inferior aos adeptos que, normalmente, vêm do FC Porto”. “Esperamos no máximo 1600 adeptos, que vão ficar situados no piso 0. O público normal, não afecto aos grupos organizados, vai ficar no piso 3”, revelou. O encontro entre Benfica e Sporting disputa-se sábado (19h15), no Estádio da Luz, e será dirigido pelo lisboeta Pedro Henriques.

Fonte: OJOGO

Estádios: LUZ e ALVALADE entre os melhores da Europa

Um estudo divulgado hoje em Inglaterra, coloca os estádios da Luz e de Alvalade entre os melhores da Europa.
O Estádio da Luz surge como o 13.º melhor enquanto o recinto do Sporting é dado como o 18.º, isto numa lista encabeçada por Old Trafford (Manchester United), Emirates Stadium (Arsenal) e Camp Nou (Barcelona). De referir que o Estádio da Luz surge ainda citado como o oitavo melhor e o vigésimo pior da Europa ao nível da segurança.
No que diz respeito ao ambiente durante os jogos, Anfield Road, habitual casa do Liverpool, leva a melhor para os adeptos ingleses.



MELHOR ESTÁDIO
- Vista para o relvado, acessos, instalações e equipamentos, etc.

  1. UK - Manchester United
  2. UK – Arsenal
  3. ESPANHA - FC Barcelona
  4. UK - Newcastle United
  5. UK - Manchester City
  6. UK – Celtic
  7. ESPANHA - Real Madrid
  8. UK – Liverpool
  9. UK – Sunderland
  10. ALEMANHA - Bayern Munique
  11. ALEMANHA - Borussia Dortmund
  12. ALEMANHA - Schalke 04
  13. PORTUGALBenfica
  14. HOLANDA – Ajax
  15. UK - Tottenham Hotspur
  16. ITÁLIA - AC Milan
  17. UK - Derby County
  18. PORTUGAL - Sporting
  19. UK – Glasgow Rangers
  20. UK – Reading


AMBIENTE
- Atmosfera

  1. UK – Liverpool
  2. UK – Celtic
  3. UK – Portsmouth
  4. ESPANHA - FC Barcelona
  5. UK - Newcastle United
  6. ITÁLIA - AC Milan / Inter
  7. UK - Manchester United
  8. ALEMANHA - Borussia Dortmund
  9. TURQUIA – Galatasaray
  10. UK – Sunderland
  11. TURQUIA – Besiktas
  12. UK - Tottenham Hotspur
  13. ITÁLIA - Lazio Roma
  14. ESPANHA - Real Madrid
  15. HOLANDA – Ajax
  16. UK - Cardiff City
  17. UK – Glasgow Rangers
  18. UK - West Ham United
  19. ESPANHA – Valencia
  20. UK – Hearts



SEGURANÇA
(Melhor estádio)
- Stewards, separação de adeptos, policiamento

  1. ESPANHA - FC Barcelona
  2. HOLANDA – Ajax
  3. ALEMANHA - Bayern Munique
  4. ESPANHA - Real Madrid
  5. FRANÇA - Stade de France, Saint-Denis
  6. HOLANDA - PSV Eindhoven
  7. ALEMANHA- Berlim
  8. PORTUGALBenfica
  9. ALEMANHA - Estugarda
  10. ALEMANHA - Borussia Dortmund
  11. ALEMANHA – Colónia
  12. ALEMANHA - Bayer Leverkusen
  13. DINAMARCA - National Stadium / FC Copenhaga
  14. IRLANDA - National Stadium Lansdowne Road
  15. ITÁLIA - AC Milan / Inter
  16. ALEMANHA - Schalke 04
  17. ALEMANHA – Dortmund
  18. ALEMANHA – Eintract Frankfurt
  19. FRANÇA – AS Monaco
  20. FRANÇA – Olympique Lyon


SEGURANÇA
(Pior estádio)
- Stewards(não falarem nem perceberem inglês), deficiência ou ausência de separação entre adeptos, fraco policiamento

  1. ITÁLIA - AS Roma / Lazio Roma / Estádio Olímpico
  2. TURQUIA - Galatasaray
  3. ITÁLIA - AC Milan / Inter
  4. ITÁLIA - Juventus
  5. ESPANHA - Sevilha
  6. ITÁLIA - Palermo
  7. ESPANHA - FC Barcelona
  8. ESPANHA - Real Madrid
  9. FRANÇA - Lille
  10. FRANÇA - Marselha
  11. ESPANHA - Ossassuna
  12. FRANÇA - RC Lens
  13. ESLOVÁQUIA - Slovan Bratislava
  14. FRANÇA - Paris Saint-Germain
  15. HOLANDA - Feyenoord
  16. BÉLGICA - Anderlecht
  17. FRANÇA - Olympique Lyon
  18. GRÉCIA - Panathinaikos
  19. BÉLGICA – Charleroi
  20. PORTUGALBenfica


COMIDA
- Servem a melhor comida
  1. UK - Arsenal
  2. ESPANHA - FC Barcelona
  3. UK - Norwich City
  4. UK - Kilmarnock
  5. UK - Wigan
  6. UK - Manchester United
  7. UK - Aston Villa
  8. UK - Kidderminster Harriers
  9. UK - Blackburn Rovers
  10. UK - Liverpool
  11. ALEMANHA - Bayern Munique
  12. UK - Newcastle United
  13. UK - Dunfermline
  14. UK - Celtic Glasgow
  15. UK - Chelsea
  16. ESPANHA - Real Madrid
  17. UK - Walsall
  18. UK - Leicester City
  19. UK - Derby County
  20. UK - Burnley


BARES
- O melhor bar
  1. UK - Manchester United
  2. UK - Arsenal
  3. ESPANHA - FC Barcelona
  4. UK - Newcastle United
  5. ALEMANHA - Bayern Munique
  6. HOLANDA - Ajax
  7. UK - Liverpool
  8. UK - Manchester City
  9. ESPANHA - Real Madrid
  10. UK - Chelsea
  11. UK - Wigan
  12. UK - Sunderland
  13. UK - Tottenham Hotspur
  14. UK - Blackburn Rovers
  15. UK - Celtic Glasgow
  16. UK - Derby County
  17. UK - Glasgow Rangers
  18. DINAMARCA - National Stadium / FC Copenhaga
  19. UK - Coventry City
  20. UK - Leicester City


TRANSPORTES
- Rede de transportes

  1. UK - Manchester United
  2. UK - Arsenal
  3. ESPANHA - FC Barcelona
  4. HOLANDA - Ajax
  5. ALEMANHA - Bayern Munique
  6. ESPANHA - Real Madrid
  7. UK - Chelsea
  8. UK - Newcastle United
  9. UK - Reading
  10. ITÁLIA - AC Milan /Inter
  11. UK - Celtic Glasgow
  12. UK - Charlton
  13. UK - Derby County
  14. UK - Southampton
  15. UK - Aston Villa
  16. FRANÇA - Paris Saint-Germain
  17. FRANÇA - National Stadium, Stade de France
  18. UK - Liverpool
  19. UK - Middlesbrough
  20. UK - Millwall

Sporting: Comunicado oficial da Brigada

COMUNICADO


Devido às situações ocorridas nos jogos com o C.F. “Os Belenenses”, C.F. Estrela da Amadora, Manchester United F.C. e Vitória F.C., a Brigada – Ultras Sporting pretende esclarece o seguinte:

1- A Brigada Ultras Sporting sempre se afirmou como um grupo de amigos que partilham uma paixão pelo mundo ultra e pelo Sporting Clube de Portugal.

2- Todos os elementos da Brigada – Ultras Sporting são sócios efectivos do Sporting Clube de Portugal, e exigem ser tratados com respeito enquanto tal.

3- No passado dia 2 de Setembro, no jogo com o CF. “Os Belenenses” foi-nos vedada a entrada de material de apoio (faixa, estandartes, bandeiras) que tivesse escrita a palavra “Brigada”, situação que se tem vindo a repetir incessantemente desde a referida data.

4- Este facto é por nós fortemente repudiado, uma vez que o consideramos como um atentado à liberdade e aos direitos de adeptos e sócios cumpridores da lei, tal como nos definimos.

5- No regulamento de nenhum estádio está mencionado que qualquer objecto de apoio não poderá conter a palavra Brigada.

6- O nosso comportamento pode definir-se como exemplar, uma vez que sempre esteve de acordo com o artigo 11º da Lei 16/2004, que define as condições de permanência dos espectadores no recinto desportivo, sendo que nunca nenhum elemento da Brigada – Ultras Sporting esteve envolvido em qualquer acto de violência, primando sempre por uma relação de respeito e cordialidade com as forças de segurança.

7- As justificações dadas para o facto apontam no sentido de nos encontrarmos numa situação de “ilegalidade”, visto sermos considerados um grupo de apoio organizado que não está constituído como associação nem registado no Conselho Nacional contra a Violência no Desporto.

8- Queremos deixar bem claro que o artigo 18º da referida Lei não proíbe a existência de grupos de apoio de apoio que não estejam registados no CNVD, desde que estes não recebam qualquer tipo de apoio do clube.

9- A Brigada – Ultras Sporting desde a sua fundação em 2004 nunca recebeu qualquer tipo de apoio ou sequer reconhecimento por parte do Sporting Clube de Portugal, pelo que o artigo 18º da Lei 16/2004 não se aplica à Brigada – Ultras Sporting.

10- Após o jogo com o C.F.”Os Belenenses” enviamos uma carta à direcção do Sporting Clube de Portugal, a pedir esclarecimentos acerca da situação verificada no início da partida.

11- Temos sido fortemente pressionados no sentido de nos “legalizarmos”, sendo essa “legalização” apontada como a única forma de podermos voltar a utilizar o nosso material de apoio.

12- O apoio da Brigada - Ultras Sporting é sobretudo a nível visual, sendo que o facto de não podermos utilizar material de apoio e/ou coreográfico restringe bastante o nosso campo de actuação e coloca em causa a sobrevivência do próprio grupo.

13- Repudiamos fortemente as situações verificadas e alertamos para o facto das mesmas serem discriminatórias e acontecerem sem qualquer base legal, uma vez que a nossa forma de estar não desrespeita qualquer Lei em vigor.

26 de Setembro de 2007

Brigada – Ultras Sporting

26 setembro 2007

Sporting: JUVE LEO - Um passo atrás?



Mais... AQUI

Benfica: Comunicado Oficial dos Diabos Vermelhos

Comunicado

Devido aos acontecimentos verificados nos jogos que opuseram o Sport Lisboa e Benfica ao Vitória Sport Clube, à Naval 1º de Maio e ao Sporting de Braga os Diabos Vermelhos pretendem esclarecer o seguinte:

1 – No passado dia 23 de Agosto, os Diabos Vermelhos foram convocados para uma reunião com o Sport Lisboa e Benfica. Nessa reunião foi imposto ao Grupo a urgência da sua legalização segundo a Lei 16/2004 e a insistência do CNVD para que a Liga puna os clubes que apoiem grupos organizados que não estejam devidamente “legalizados” no âmbito dessa Lei.

2 – Aos Diabos Vermelhos foi ordenado, que no jogo seguinte (dia 25 de Agosto frente ao Vitória Sport Clube) não fosse permitido a entrada do material de apoio (faixas, bandeiras, tambores, megafone) e que a utilização da nossa Sede fosse condicionada.

3- Os Diabos Vermelhos consideraram tal prazo injustificável e tal medida injusta para qualquer grupo de apoio, já que no prazo de um dia útil é completamente impraticável ter qualquer associação legalizada, caso fosse esse o caminho pretendido pelos Diabos Vermelhos. Pretendíamos compreensão por parte dos dirigentes do Sport Lisboa e Benfica de forma a podermos manter a nossa forma de estar enquanto decidíamos com os nossos associados qual o rumo a seguir. Essas pretensões foram negadas.

4- Perante a atitude irredutível do Sport Lisboa e Benfica, os Diabos Vermelhos optaram por um protesto simples e pacífico, que foi a introdução de uma tarja com o seu nome, nunca em 25 anos de história e dedicação ao Benfica a faixa com o nome dos Diabos Vermelhos esteve ausente do nosso Estádio.

5- No jogo com a Naval voltámos a fazer o mesmo protesto pacífico e desta vez a PSP utilizou a força para retirar uma faixa que no jogo anterior não teve qualquer problema em fazê-lo, pois mais uma vez sublinhamos que o protesto é e será sempre pacífico. O uso da força foi claramente injustificado e visto como uma forma de “mostrar de garras” para com os adeptos.

6- Os Diabos Vermelhos relembram também que por imposição do Sport Lisboa e Benfica (e a nosso ver bem) a larga maioria dos elementos dos DV são sócios do Sport Lisboa e Benfica, sendo que por esse motivo estão claramente identificados como elementos do grupo junto do clube.

7 - Os Diabos Vermelhos agradecem o reconhecimento e apoio dado por todos os sócios / adeptos no momento do nosso protesto e o seu repúdio à actuação da PSP no jogo com a Naval 1º de Maio. Agradecemos também ao jogador Rui Costa, uma Bandeira do nosso Sport Lisboa e Benfica, o reconhecimento mostrado aos grupos de apoio nessa mesma partida

8 - Os Diabos Vermelhos alertam para a clara falta de planeamento das autoridades responsáveis no jogo frente ao Sporting Clube de Braga. Nessa mesma partida os Diabos Vermelhos estiveram em 2 sectores diferentes e ficou bem patente (perante todos os adeptos do Benfica presentes no Estádio) que a nova política adoptada pelo Sport Lisboa e Benfica só prejudica os seus próprios adeptos e por conseguinte o apoio por estes dado ao Clube. Foram os Diabos Vermelhos a insistir junto das autoridades e segurança do Estádio Municipal de Braga para serem deslocados para o sector reservado às claques adversárias.

9 -Os Diabos Vermelhos esclarecem que a decisão ou não de se legalizarem pertence apenas e só aos seus associados.

10- Os Diabos Vermelhos não cedem a pressões nem de funcionários do Sport Lisboa e Benfica nem da PSP, sendo que o nosso protesto será continuamente visível e audível até que os Dirigentes do Sport Lisboa e Benfica reconheçam a importância dos seus grupos de apoio (que no caso dos DV atinge os 25 anos) e nos dêem um tratamento justo.

11- Os Diabos Vermelhos apelam a todos os seus elementos uma presença massiva no próximo Derby, frente ao seu eterno rival Sporting no dia 29 de Setembro.


DEMASIADO FIÉIS PARA DESISTIR, ULTRAS BENFICA DESDE 1982


25 setembro 2007

AJ Nespereira: YELLOW GANG



24 setembro 2007

1ª Liga: BRAGA 0 - 0 BENFICA - Confrontos entre claques no final da partida! (1)

Cenas de violência envolvem claques no final do encontro. Dezenas de elementos das claques No Name (Benfica) e Red Boys (Sp. Braga) envolveram-se em violentos confrontos no final do jogo que anteontem opôs as duas equipas na cidade dos arcebispos.

Os incidentes ocorridos já no exterior do Estádio Axa, junto à rotunda da bancada nascente (onde as duas claques assistiram ao jogo), ter-se-ão precipitado pela saída do estádio de inúmeros elementos dos No Name, muito antes do final do jogo, sem qualquer espécie de controlo policial. O cruzamento das duas claques, pouco tempo depois do final do jogo, foi a gota de água que fez espoletar os confrontos – com paus, pedras e ao murro, segundo testemunhas oculares –, de que resultaram feridos ligeiros dos dois lados.

O INEM esteve no local e transportou os feridos mais preocupantes para o Hospital de S. Marcos, sem que houvesse qualquer registo de participações na PSP local. Os Red Boys queixam-se, isso sim, da liberdade de acção dada pela PSP à claque visitante e da ausência de controlo à saída do estádio, bem como da passividade evidenciada ante os desacatos.




Mais... AQUI

1ª Liga: Paços Ferreira 0 - 2 FC PORTO


O Preço do bilhete afastou ULTRAS do "campo da Mata Real", os poucos Ultras presentes marcaram a sua posição e indignação pelo facto.



Mais... AQUI

Itália: Incidentes - SAMPDORIA 0 - 0 GÉNOVA


Mais... AQUI

23 setembro 2007

Taça UEFA: NUREMBERGA 0 - 0 Rapid Bucareste

Claques Futebol: RTP/SIC - Reportagens e Entrevistas